'

Trata-se de adicional concedido aos servidores da Administração Direta e Autarquias do Estado que desempenhem atividades consideradas insalubres ou desempenhem suas atividades em locais considerados insalubres.

As atividades insalubres são aquelas que podem implicar riscos à saúde do servidor.

Para solicitar o adicional de insalubridade o servidor deve requerer ao Órgão Setorial ou Subsetorial de Recursos Humanos de sua Secretaria a concessão do Adicional de Insalubridade.

O Órgão de Recursos Humanos deverá instruir o Processo de Adicional de Insalubridade com:

  • Requerimento para concessão do Adicional de Insalubridade, assinado pelo servidor;
  • Declaração relativa à carga horária exercida pelo servidor, expedida pela Unidade Administrativa;
  • Cópia do RG e CPF;
  • Formulário de Laudo de Insalubridade (frente e verso), com rol de atividades atualizado e assinado pela chefia imediata e pelo servidor.

No caso do servidor que vier a ser readaptado e que perceba  adicional de insalubridade, a unidade deverá sempre, providenciar a revisão do referido adicional junto ao Departamento de Perícias Médicas do Estado - DPME, nos termos do item 3.1 da Instrução UCRH 04, de 04-02-2016 e alterações.

Aplica-se o disposto na Instrução UCRH 04, de 04-02-2016 ao servidor cuja readaptação foi mantida ou cessada.

A unidade do servidor deverá requerer ao Departamento de Perícias Médicas do Estado a expedição de novo laudo técnico para fins de concessão do Adicional de Insalubridade, a qualquer tempo, quando:

  • ocorrer mudança de cargo ou função;
  • houver modificação significativa nas atribuições do servidor e/ou nas atividades relacionadas às rotinas de trabalho;
  • houver nova avaliação pericial modificando os graus atribuídos ao local ou atividade.

Para subsidiar a revisão do adicional de insalubridade, a unidade de Recursos Humanos deverá providenciar novo rol de atividades devidamente assinado pelo requerente e pelo chefe imediato para encaminhamento ao DPME no prazo de até 15 dias. 

A cada 05 anos a unidade de Recursos Humanos deve encaminhar os processos de adicional de insalubridade ao Departamento de Perícias Médicas para reavaliação.

O Órgão de Recursos Humanos deverá instruir o Processo de Adicional de Insalubridade com:

  • Requerimento para concessão do Adicional de Insalubridade, assinado pelo servidor;
  • Declaração relativa à carga horária exercida pelo servidor, expedida pela Unidade Administrativa;
  • Cópia do RG e CPF;
  • Formulário de Laudo de Insalubridade (frente e verso), com rol de atividades atualizado.

Para solicitar informações ou tirar dúvidas sobre Adicional de Insalubridade, entre em contato com o Departamento pelo endereço eletônico: periciasinsalubridade@sp.gov.br

×

Menu SPG